22.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -
InícioEntretenimentoDJ Ivis rebate acusação de ex sobre valores provisórios de pensão

DJ Ivis rebate acusação de ex sobre valores provisórios de pensão

'Tem-se até a presente data a quantia total de R$ 19 mil e na próxima quinta-feira totalizarão a quantia de R$ 24 mil pagos'

Iverson de Souza Araújo, o DJ Ivis, publicou uma nota de esclarecimento nas redes sociais, nesta terça-feira (28), referente às críticas feitas pela ex-mulher, Pamella Holanda, que na segunda-feira (27), afirmou não estar recebendo o pagamento de medidas provisórias, referente a pensão, para a filha do ex-casal, Mel, de 11 meses. Segundo ela, mesmo com ele preso, ela deveria estar recebendo os valores provisórios da menina.

“Viemos por meio dessa esclarecer ao público a respeito das alegações veiculadas em 27/09 e 28/09 nas redes sociais sobre o pagamento de alimentos provisórios solicitados por meio de medida protetiva. Inicialmente, é importante frisar que o processo tramita em segredo de Justiça, ficando limitados os comentários a seu respeito. Desde julho são realizados depósitos judiciais na conta veiculada ao juízo do Eusébio, tem-se até a presente data a quantia total de R$ 19.000,00 (dezenove mil reais), e na próxima quinta-feira totalizarão a quantia de R$ 24.000,00 (vinte e quatro mil reais) pagos”.

“Além disso, no dia 28/07/2021 foi oferecido em juízo um apartamento pra moradia de sua filha e da ex-companheira em mantidos os pagamentos do plano de saúde de ambas. Desde o início, Iverson teve preocupação com a mantenha de sua filha e mesmo preso segue cumprindo todas as determinações do judiciário. Defesa Jurídica de Iverson de Souza Araújo”, informou o comunicado do cantor.

Mais cedo, Pamella Holanda criticou a demora da Justiça em deferir um pedido de medida protetiva contra o artista. “Quando eu pedi a medida protetiva de urgência, eu pedi o afastamento do meu ex-marido de casa e também pedi os provisórios da Mel, que não é a pensão definitiva ainda. Como essa medida protetiva foi de urgência, já deveria estar sendo pago esses provisórios da Mel, mas o Judiciário não anda”, começou.

A influenciadora contou que está há quase três meses aguardando o deferimento do pedido. “A Justiça no nosso país não anda. As coisas parecem que só são resolvidas quando tem repercussão, quando a internet abraça. (…). Eu não entendo porque uma coisa mínima não vai pra frente”, disse.

“Eu me indigno com a lentidão no meu caso, de uma medida protetiva de urgência, de 48 horas, que há quase três meses não sai do papel”, escreveu.

Pamella esclareceu ainda que tudo o que conquistou foi com o seu trabalho e desde que seu caso ganhou reconhecimento nacional não recebe nada de DJ Ivis para cobrir as despesas com a filha. Segundo ela, mesmo com ele preso, ela deveria estar recebendo os valores provisórios da menina.

“Quando eu me separei, eu não fiquei com casa, carro, nada, não. Saí com uma mão na frente e outra atrás com as minhas coisas e as da minha filha colocadas em saco de lixo. Aluguei e mobiliei este apartamento com o dinheiro do meu trabalho. Eu não estou pedindo nada. É obrigação dele [DJ Ivis]. E Mesmo ele estando na situação em que ele está uma música dele estourou. Amanhã vou trabalhar, porque tem contas a serem pagas”, disse.

Continue Lendo
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -