25.6 C
Distrito Federal
- PUBLICIDADE -
InícioDistrito FederalGDF reforça vacinação dos servidores da assistência social

GDF reforça vacinação dos servidores da assistência social

“Além da questão da saúde do servidor, o nosso retorno presencial é fundamental para poder servir à população, que precisa muito da nossa volta às unidades”, comemora Bianca Vieira, educadora social do Centro de Convivência de Ceilândia Norte, após receber a primeira dose da vacina contra a covid-19, na manhã desta sexta-feira (2).

Bianca Vieira, educadora social do Centro de Convivência de Ceilândia Norte | Foto: Divulgação/Sedes

A servidora é uma das cerca de 800 trabalhadoras do Sistema Único de Assistência Social (Suas) imunizadas até o momento. “Temos justamente essas duas preocupações: proteger a saúde do servidor e garantir sua volta segura ao atendimento ao cidadão que tanto precisa”, destaca a secretária de Desenvolvimento Social, Mayara Noronha Rocha.

“O objetivo é que os trabalhadores da administração direta, das instituições parceiras e toda rede de proteção social do DF volte a atender presencialmente o cidadão na atuação da garantia de direitos e na inclusão social”Mayara Noronha Rocha, secretária de Desenvolvimento Social

Nesta semana, foi iniciada a imunização de 950 pessoas em situação de rua e de cerca de 450 profissionais que atuam no atendimento socioassistencial. Entre 21 e 25 de junho, 492 já haviam sido imunizados. De acordo com os decretos do GDF publicados ao longo de 2020, os serviços prestados pela categoria foram considerados essenciais nesse período pandêmico.

Nesta semana, o Diário Oficial do Distrito Federal (DODF) publicou o Decreto nº 42.253. O texto especifica que devem retornar ao trabalho presencial os servidores, empregados, estagiários e colaboradores que se encontram em regime de teletrabalho, em caráter excepcional e provisório, nos órgãos da administração direta, indireta, autárquica e fundacional do DF, como medida necessária à continuidade do funcionamento da administração pública distrital, em virtude da pandemia da covid-19. Com algumas ressalvas, a volta deve ocorrer após 15 dias do recebimento da segunda dose da vacina ou da dose única, nos casos indicados pelo fabricante.

Serviço essencial

A vacinação dos trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social (Suas) e da população em situação de rua, bem como das equipes que atuam com esse público foi autorizada pela Circular nº 35/2021 – SES/SVS/CGVAC-COVID19.

Como a pasta já havia iniciado a vacinação de seus servidores, justamente por se tratar de um serviço essencial, está resguardada da recomendação do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios (MPDFT) de seguir as faixas etárias e não incluir novas categorias de trabalho.

A imunização dos usuários do Suas do DF começou em 19 de janeiro, seguindo o calendário oficial da Secretaria de Saúde (SES), com a vacinação dos idosos e profissionais das unidades de acolhimento. Em seguida, foram os indígenas.

Desde fevereiro, com a segunda onda da pandemia da covid-19, as 27 unidades do Centro de Referência de Assistência Social (Cras), as 18 do Centro de Convivência (Cecon) e as 12 do Centro de Referência Especial de Assistência Social (Creas) funcionam de forma remota, sem nunca ter parado nesse período de pandemia.

“O objetivo é que os trabalhadores da administração direta, das instituições parceiras e toda rede de proteção social do DF voltem a atender presencialmente o cidadão na atuação da garantia de direitos e na inclusão social”, destaca a secretária Mayara Noronha Rocha.

 

*Com informações da Sedes

Fonte: Agência Brasília

redacao
redacaohttp://brasiliatotal.com.br
Brasília Total veio com o objetivo de trazer noticias reais, tem tudo que você precisa saber em um só lugar.
Continue Lendo
- PUBLICIDADE -

Últimas Notícias

- PUBLICIDADE -